Dia da Mulher 2016

No dia 13 de Março realizou-se no Centro de Eventos do Sporting Clube da Estrada a Celebração do DIA MUNDIAL DA MULHER. Muitos interrogam-se da necessidade de haver este dia, mas se…

– recordarmos o acto heroico de 130 mulheres operárias que em 8 de Março de 1875 deram a sua vida por lutarem por melhores condições de vida, nomeadamente pela redução das 16 horas de trabalho diário para 10 horas.

– refletirmos sobre a violência que, ainda hoje em dia, é exercida sobre a mulher, violência física, violência psicológica, na Europa, no Médio Oriente, na Ásia, em todo o lado. Em Portugal desde 2006 até 2015, em 10 anos, foram assassinadas cerca de 400 mulheres em contexto de violência doméstica. Porquê esta barbárie que nos envergonha a todos? Não somos capazes de curar esta chaga social?

– homenagearmos mulheres que pensaram mais nos outros que nelas próprias. Mulheres construtoras da unidade da família. Mulheres com trabalho voluntário e gratuito nas suas Comunidades. Mulheres exemplos de cidadania social. Estas sim é que merecem ser condecoradas e apontadas como heroínas a seguir.

chegamos à conclusão que um DIA MUNDIAL DA MULHER é muito pouco, para que este nosso mundo seja mais justo, mais humano, mais solidário.
Este ano três associações: Associação Mão Amiga, Sporting Clube da Estrada e Associação Desportiva e Recreativa do Casal Minho, lançaram um desafio ao nosso poder autárquico: à Junta de Freguesia de Atouguia da Baleia e à Câmara Municipal de Peniche. O desafio: Celebrar o Dia da Mulher a nível do Concelho homenageando mulheres exemplos de serviço às Comunidades onde se inserem. Aceite o desafio, a CMP contactou, por email, todas as associações do concelho a aderirem a esta celebração nomeando mulheres para serem homenageadas. As respostas não foram muitas, mas um dia a dinâmica associativa será uma realidade capaz de congregar sinergias para a cooperação. As que responderam merecem uma palavra de agradecimento por terem indicado mulheres que são ou mães construtoras da unidade da família ou pilares do associativismo, do serviço à Igreja, da ajuda social aos mais desfavorecidos e que com o seu trabalho humilde, paciente, generoso, solidário, vão engrandecendo as suas terras.

Responderam ao desafio as seguintes associações:

1. Assoc. Cult. Desp. dos Bolhos, nomeou MARIA DO ROSÁRIO MARTINS CORREIA.

2. Assoc. Cultura e Recreio D. Inês de Castro(Coimbrã), nomeou MARIA HERCULANA SANTOS.

3. Assoc. Desp. e Recreat. do Casal Moinho, nomeou ROSÁRIO DA CONCEIÇÃO FERREIRA.

4. Associação Mão Amiga(IPSS), nomeou MARIA ANTONIETA SOUSA FRANCO e MARIA

LUISA ESPÍRITO SANTO COMPLETO.

5. Atlético Clube da Geraldes, nomeou LUCÍLIA RODRIGUES RAMOS.

6. Centro de Solid. Social, Conv. e Cultura de Geraldes, nomeou ROSA MARIA COSTA DÂMASO.

7. Sociedade Filarmónica União 1º. Dezembro de 1902 de Atouguia da Baleia, nomeou MARIETE CONCEIÇÃO CORREIA.

8. Sporting Clube da Estrada, nomeou MARIA MANUELA SOUSA GLÓRIA e MARIA CARMINDA

A homenagem foi simples, cheia de afecto. A oferta dum ramo de flores ajudou a dignificar e a colorir a emoção destes momentos nobres. Todas estas mulheres praticam o bem em prol dos outros. São faróis que nos indicam o caminho certo. Obrigado, muito obrigado a todas.A faceta artística das mulheres esteve também presente nesta festa através das mãos habilidosas e pacientes das amantes da tapeçaria. Dez mulheres orientadas por Ana Bela Teotónio, Ana Paula Pinto, Licínia Maria Dias, Maria Adelaide Henriques, Maria Dorlinda Correia, Maria Purificação Completo, Maria Lurdes Sousa Glória, Maria Fernanda Silva, Maria Salomé Franco, Maria Manuela Franco Glória, decidiram expressar a importância do trabalho voluntário para engrandecimento da sua comunidade.
Estão a tecer um Trabalho de Grupo, uma tapeçaria de grandes dimensões, para colocar num local público, no Centro de Eventos do Lugar da Estrada. A todas o nosso profundo bem hajam.

Às 15h00, 3 jovens músicos, Leonor Fonseca(11 anos), Micaela Santos(11 anos) e Afonso Nunes Pereira,(13 anos), elas de violino e ele de violoncelo, desejaram as boas-vindas a quem foi participar na celebração do Dia da Mulher, tocando um excerto da valsa Danúbio Azul de Johan Strauss. Três promessas musicais muito acarinhadas pelas pessoas presentes.

A turma de zumba, um exercício aeróbico que mistura elementos de diferentes ritmos, como salsa, samba, reggaetón e até mesmo hip-hop tornando-se uma dança divertida, dirigida pela Felipa Gomes, exibiu ritmo e muita alegria envergando uma bonita t-shirt onde se lia Mente sã em corpo são.

Adotando como lema Viver é Estar Ativo, a turma de dança da IPSS Associação Mão Amiga, orientada por Lucília Ramos(Cila), dançou 4 peças, uma das quais Oh minha mãe minha amada…, foi dedicada às mulheres mães de grandes famílias. Duas das homenageadas, Antonieta Franco, com 14 filhos, e Luisa Completo com 11, criaram e educaram 25 filhoss. Encerrou esta celebração O Grupo de Cavaquinhos OS FARRA de Alcobaça. Trata-se dum grupo conduzido pelo maestro Bruno Manuel Sousa Santos e fundado em 19 de Outubro de 2008. É composto por 48 elementos tendo a jovem mais experiente a bonita soma de 78 primaveras. Este grupo é um exemplo de juventude e bastante motivador para quem como o recém-formado Grupo de Cavaquinhos OS AMA da Consolação/Estrada está agora a aprender atividades musicais, entre elas a aprendizagem deste instrumento.

OS FARRA de Alcobaça encantaram, tocaram e cantaram várias melodias da nossa música tradicional tais como Fadinho Serrano, Vira do Minho, Caninha Verde e Bailinho da Madeira, terminando a sua actuação no Centro de Eventos do Lugar da Estrada com a célebre canção “Alcobaça” imortalizada pela voz de Maria de Lurdes Resende.

15 de Março de 2016
António Miguel Franco

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *